Se tornar vegano ou vegetariano significa aprender a defender sua decisão perante os outros. É também saber como não pregar o credo do veganismo ou vegetarismo, para não se tornar aquele amigo natureba chato e que ninguém chama para fazer as coisas.

Queremos que o mundo entenda as vantagens do veganismo e do vegetarianismo. Você só não precisa parecer um pastor fervoroso enquanto faz isso. Sequer precisa fazer isso sempre, ou em toda situação, pois ao tentar converter todas as pessoas para o veganismo ou vegetarianismo, o único resultado que você vai conseguir é afastar os amigos e familiares.

Só que é preciso explicar que você é vegetariano/vegano, de qualquer forma. Seja para ir a um churrasco, uma festa de aniversário, ou para um encontro entre amigos. Talvez para uma namorada, namorado, ou interesse amoroso. Explicar do jeito certo vai te diferenciar daquele vegano ou vegetariano religioso do que consegue convencer mais pessoas a se tornarem mais éticas com sua alimentação.

Explicando que você é vegetariano ou vegano: não seja um ativista

Tentar forçar o veganismo sobre os outros não vai te levar a qualquer lugar. Na verdade, como dissemos, isso provavelmente só vai te isolar das pessoas que estão realmente interessadas no veganismo ou vegetarianismo, e poderiam ter feito a conversão para a causa. O melhor ativismo que você pode fazer sempre é dar o exemplo, e não ficar fazendo pregações.

Como dizer a outras pessoas que sou vegano ou vegetariano

Explicar para os outros que você é vegano ou vegetariano significa medir bem suas palavras antes de falar, para que não haja conflitos. (Foto: metro.co.uk)

 

Como falar sobre veganismo ou vegetarianismo: não julgue quem não seja

 

 

Você não deve julgar outras pessoas por conta das escolhas de alimentação. Se fizer isso, você está apenas abrindo a porta para que eles te julguem. Julgar os outros também irá colocá-los na ofensiva, fazendo comentários sobre sua dieta, sua saúde, e questionando suas escolhas. Não é isso que você quer.

Não fale sobre o veganismo ou vegetarianismo a não ser que seja necessário

Tem momento pra tudo nessa vida. Inclusive para falar sobre suas escolhas éticas. Se você não for perguntado, não precisa falar sobre sua dieta, a não ser que você esteja indo para um churrasco ou algo do tipo. E mesmo assim, você nem precisa falar da sua dieta, basta perguntar se você pode usar a churrasqueira para fazer uma receita, levar seus ingredientes, e fazer seu próprio churrasco vegano à parte. Quem sabe suas receitas ainda não convencem alguém de que as receitas veganas são boas?

Não fique na defensiva ao falar sobre veganismo ou vegetarianismo

Quase sempre as pessoas ficarão ofendidas com vegetarianos e veganos, como se isso fosse uma afronta ao seu direito de comer carne. Eles partem para o ataque logo de cara. Isso não significa que você deva ficar na defensiva porque, grande parte das vezes, você sequer falou algo ofensivo. Para se defender da ofensiva, escolha melhor as palavras. Por exemplo, quando vierem com o argumento “você precisa de carne para receber proteínas”, ao invés de falar apenas da proteína de soja, você pode falar do tempeh e outros substitutos de carne para mostrar que proteína não vem só dos animais.

Não fique falando sobre a dieta vegana ou vegetariana para as outras pessoas

Você vai fazer as pessoas odiarem você, se você falar constantemente sobre o hambúrguer de soja enriquecido com vitaminas que você está comendo. Lembre-se de falar sobre essas coisas apenas nos momentos apropriados.

Vegetarianismo, veganismo e você mesmo

Quando alguém pergunta por que você é vegano ou vegetariano, nós temos uma tendência a virar o jogo e falar em termos dos outros. Fale sobre você mesmo. Por exemplo, ao invés de dizer “quando você se torna vegano, sente mais energia, salva os animais e o planeta, tem mais saúde“, seja mais objetivo. Fale algo como “desde que me tornei vegano, perdi minha insônia que tinha há alguns anos, consegui perder 5 quilos, faço mais tarefas no trabalho e como passei a cozinhar em casa, tenho mais tempo de qualidade com a família”.

 

Seja bem claro na hora de fazer pedidos em restaurantes ou antes de jantares de família ou entre amigos

Não precisa falar que você é vegano ou vegetariano, mas você terá que deixar claro quais são os ingredientes que você não come. Isso pode ser um pouco complicado, se você não falar do jeito certo. Portanto, seja muito educado. Diga: “eu tenho algumas restrições alimentares. Se for algum incômodo, sem problemas, eu terei o prazer em preparar uma receita deliciosa para todos e compartilhar com vocês”. No restaurante, se não tiverem pratos veganos, basta pedir um dos pratos sem ingredientes que não sejam veganos.

 

Você vai ver que mesmo seguindo essas regras, ainda vai ser difícil explicar que você é vegano ou vegetariano para amigos e familiares. Mantenha a calma e acima de tudo, o respeito a quem é diferente de você.

Como você fala aos outros que é vegano ou vegetariano?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos, dietas ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)