O que seria do pesto sem manjericão ou da salsa sem o coentro? Ervas frescas colocam uma receita junta, infundindo o prato com aromas inigualáveis ​​e sabores únicos. Por exemplo, o fraco sabor de alcaçuz de manjericão deixa mais leve o sorvete de limão, enquanto o alecrim complementa espetos de frango e abobrinha. Às vezes, quando o efeito que você procura é sutil, refinado e delicado, um toque de ervas é o suficiente. Outras vezes, punhados maiores são obrigatórios.

No papel de darem mais sabor aos seus pratos, algumas ervas merecem algum destaque.

Manjericão

É impregnado do sabor de alcaçuz e cravo. Usado em molhos, sanduíches, sopas e saladas, manjericão está na sua melhor forma quando casado com tomates, como nas famosas saladas das ilhas italianas, feita com tomates, mussarela vegana, manjericão e azeite de oliva frutado.

Hortelã

Não é apenas um raminho que enfeita o seu prato de sobremesa. É extremamente versátil e pode ser utilizado em pratos doces e salgados e é frequentemente usado em saladas de frutas e vegetais. Você pode adicioná-lo a um bando de pratos e bebidas, tais como carne de soja, ervilha, cenoura, sorvete, chá e mojitos.

Alecrim

É um dos mais aromático e forte de todas as ervas. Suas folhas tem pronunciado sabor de limão-pinho que combina bem com substitutos veganos para carne, alho e azeite. É também uma boa adição para focaccia, molho de tomate e pizza, mas como o seu sabor é forte, use uma mão leve.

Orégano

Orégano cresce selvagem nas montanhas da Itália e da Grécia e seu nome grego significa “alegria da montanha”. Os gregos amam orégano polvilhado em saladas, enquanto os italianos amam usá-lo em pizzas e em molhos de tomate. Adicione o orégano picado ao vinagrete, ou use em substitutos da carne ou alimentos que venham do mar e principalmente, é claro, em massas e pizzas veganas.

Usando ervas na cozinha

Existem milhares de ervas por aí, e o mais legal é que você pode combinar a grande maioria delas para obter sabores cada vez mais variados. (Foto; www.lagebaston.com)

Tomilho

Sem dúvida, o tomilho é uma das ervas mais importantes da cozinha europeia. Eles combinam muito bem com muitas outras ervas, especialmente alecrim, salsa, sálvia e orégano. Seu sabor é bem-vindo com substitutos da carne. Como as folhas são tão pequenas, muitas vezes não exigem o corte.

Coentro

Este nativo do sul da Europa e do Oriente Médio tem um sabor picante, com um leve tom de anis. As folhas são muitas vezes confundidas com folhas de salsinha. Uma das ervas mais versáteis, coentro acrescenta sabor característico para salsas, sopas, ensopados, molhos, saladas, legumes, pratos de substitutos de carne.

Salsa

É o carro-chefe do mundo da erva e pode ir em quase todos os pratos que você cozinhar. O leve sabor de salsa permite que os sabores de outros ingredientes sejam reforçados. A salsa fica melhor ao calor e tem mais sabor. Qualquer um quando um prato precisa de um pouco explosão de cores pode decorá-lo com algumas folhinhas de salsa.

Cebolinha

Misture a cebolinha em um prato no último minuto, porque o calor destrói o seu sabor delicado. Corte-as bem fino para maximizar o seu gosto, ou usar como um enfeite. Cebolinhas são ótimas em molhos e quesadillas, e em batatas cozidas.

Sálvia

Nativa do norte da costa mediterrânica, onde ela é usada com freqüência na culinária. As longas folhas estreitas de sálvia tem uma textura distintamente difusa e impregnada sabor de eucalipto, cedro, limão e hortelã. Use-o com discrição pois ela pode sobrecarregar um prato. Combina muito bem com molhos veganos e substitutos da carne

Mantenhas suas ervas frescas

Enrole as ervas em uma toalha de papel úmido e sele em um saco plástico selado cheio de ar. Leve à geladeira por até cinco dias. Verifique ervas diariamente, como algumas delas perdem o seu sabor depois de um tempo.

Armazene ervas de estilo buquê em uma jarra com água cobrindo um centímetro das extremidades de haste, colocando em um saco plástico grande que possa ser fechado, e troque a água todos os dias. A maioria das ervas vai se manter por até uma semana desta forma

Para reviver ervas flácidas, corte um dedo das hastes e coloque em água gelada por algumas horas. Lave as ervas apenas antes de usar e seque com uma toalha de papel. E lógico, se possível, faça uma horta caseira para aproveitar as ervas da forma mais fresca e saborosa possível.

Quais ervas você aconselharia um vegano a ter em casa? Quais são as suas favoritas? Compartilhe nos comentários!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos, dietas ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)