Como sabemos, a dieta vegana abole qualquer tipo de produto de origem animal. Obviamente não se vale de leite e laticínios, como queijos, requeijão e manteigas. Na substituição de manteigas a margarina vegetal pode ser uma opção. Mas não são todas as marcas de margarinas do mercado que são 100% livre de ingredientes animais, mesmo quando são chamadas de “margarinas vegetais”. Algumas contém traços de leite, como a Ville da Santista, que contém leite em pó. Além de leite, algumas marcas também utilizam gelatina em sua composição.

Duas marcas com alguns produtos 100% vegetais, sem nenhum tipo de produto de origem animal é a Margarella e a Mesa. Podem ser utilizadas em pães e em receitas em geral. Alguns produtos marca Becel também não contém ingredientes de origem animal, mas é uma marca controversa pois é produzida pela empresa Unilever que faz testes em animais. Muitos veganos desavisados consomem essa margarina e não sabem que estão contribuindo com a exploração animal que tanto repudiam. Essa é uma informação que merece ser compartilhada e difundida entre as pessoas.

Margarina vegan

Margarina 100% vegetal Margarella

Mesmo quando livres de produtos de origem animal, as margarinas vegetais não são por isso saudáveis. Elas contém aromatizantes, corantes e muitas vezes gorduras trans, essas substâncias que abalam o sistema imunológico, fragilizam as membranas das células e deixam-nas abertas às infecções. Outras opções podem substituir a margarina vegetal, e são ainda mais saborosas que ela, como o Tahine (a famosa manteiga de gergelim), a manteiga de amendoim, o Castañoz (um creme riquíssimo, feito com gergelim, nozes, castanhas e sementes de girassol).

Tahine ou creme de gergelim

Creme de gergelim pode substituir manteigas e margarinas

Se a intenção do uso de margarina for para alguma receita que necessite dessa base, ela pode ser substituída por outras bases, como purê de batata, de abóbora, extrato de soja e purê de maçã. A consistência será parecida e a receita será muito mais saudável, livre de gorduras nocivas à saúde!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos, dietas ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um médico especialista.

19 comentários para “Margarinas e manteigas para veganos! Quais escolher?”

  1. Carolina

    A margarina Becel não tem nenhum ingrediente de origem animal na composição

    Responder
  2. Marcela

    A margarina Becel oferece um leque de possibilidades e a maioria delas possui ingrediente de origem animal. Basta ler os rótulos dos diferentes tipo de margarina Becel para constatar isso nos ingredientes.

    Responder
  3. Ana

    Becel da embalagem azul é vegan.
    Ok, é da Unilever, mas eu sou uma Vegan que boicoto o produto testado e não a marca…

    Muitas marcas como ADES que é da Unilever são vegamos, são oferecidos também em restaurantes veganos.

    Então, não somos desavisados, conhecemos a questão porém tem veganos que boicotam a empresa e outros os produtos que são testados.
    A Unilever (infelizmente) testa em animais, mas testam cosméticos então não compro absolutamente nenhum cosmético da Unilever, mas não testam em alimentos é claro, logo os alimentos da Unilever como Becel, Ades que são produtos veganos eu compro sim.
    E não me sinto menos defensora dos animais por essa atitude.
    Precisamos incentivar as empresas que testam que utilizamos tal produto por ele não ter ingredientes de origem animal.

    Responder
    • Gabriel

      Concordo, excluir uma empresa de sua vida não vai contribuir em bulhufas para faze-la deixar de testar em animais (talvez a leve a falencia antes disso).
      A mudança está em mais gente deixando de consumir produtos que conta com algum mal trato animal.
      Mas, também, penso que investir mais em empresas pequenas, que não trabalham com animais, é uma forma de fortalecer um mercado.
      Ou seja, não digo que é errado consumir de uma empresa que oferece produtos com maus tratos aos animais. Mas melhor ainda se podermos fortalecer empresas que não a façam, em momento algum.
      E melhor ainda se podermos enviar críticas a essas empresas que fazem uso de animais.

      Responder
  4. Lucrecia Nunes Soares

    Onde encontro o Tahine ou o Castañoz? Obrigada!

    Responder
  5. Marcia Cardoso

    Acho que usar um produto de uma marca que testa, faz você perder o foco do que está defendendo. Ou você boicota tudo, ou nada. Não adianta não contribuir para empresa com cosméticos e contribuir com alimentos.

    Responder
    • Priscila

      Concordo!

      Responder
    • Yellow

      Isso é a sua opinião. Cada um vive da sua maneira, vegano que castra os outros moralmente é pior que carnívoro, pois se crê superior a qualquer outro ser humano. O movimento está florescendo é isso que importa, cada um trilha seu caminho com o tempo, e respeitando o espaço e escolhas dos outros. Você conhece alguém que muda por pressão e bully? Eu nunca vi…

      Responder
      • Fernando

        Onde clico pra desver seu comentário Yellow?
        Quem castra um animal está querendo amenizar o sofrimentos dos que irão sofrer nas ruas, a castração não coloca um espécie em risco de extinção.

  6. Ami

    Margarella possui leite.

    Responder
  7. Daniele Melo

    Concordo com Ana.

    Responder
  8. Sun

    Marcia Cardoso não é assim, a vida não é assim… Não é tudo ou nada… Você acha que a pessoa só deixando de comer carne não esta fazendo nada? Cada mudanca que a gente faz contribue, como um todo, pequenas mudancas são muito importes, e cada uma delas influencia para o beneficio dos animais, do meio ambiente, e do proprio ser humano, até mesmo porque para se tornar um vegan completamente leva um tempo, todo um processo(a não ser pra quem já nasceu vegan)então do principio até o final, a tirada dos produtos(geral) alimenticios de origem animal, indrustrial(cosmeticos etc), é algo que deve ser considerado do comeco ao fim, e cada um ve de uma forma, mas todos contribuem, já não comer carne é algo bem diferente do que comer.

    Responder
    • Yellow

      Exato, um processo Pacífico antes de tudo, e acolhedor das diversas etapas em que estão as pessoas, que vale lembrar, são bem intencionadas e já despertaram para o abuso é crueldade contra os animais. Esquecemos que também somos “animais”, mas às vezes não respeitamos uns aos outros…

      Responder
  9. Madalena

    Eu sou uma Vegan e boicoto tudo da Unilever e qualquer outra marca que faça testes em animais.

    Responder
  10. Fabio

    Não existe Becel Vegan. Existe Becel Vegetariana, mas faz parte de um grupo que testa em animais. Logo, a Becel é apenas um nome, quando deveria ser margarina Unilever. Há muitos vegetarianos que se acham veganos…

    Responder
  11. Jacira Fumagali

    Eu sempre uso a Delícia de canola, que é vegan ou não.

    Responder
  12. Tentado Ser Uma Vegetariana

    Estou tentando me tornar vegetariana (primeiramente) e depois vegana. Estou pesquisando vários sites sobre o assunto, várias receitas e tentando me encontrar…mas quando vejo alguns comentários… Penso até em desistir…parece uma tribo de pessoas tentando provar que é o “ser humano melhor de todos”…ainda bem que a causa pela qual acredito é bem maior do que certas atitudes de pessoas que acham superiores. Quanto mimimi…

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Comece consultando um nutricionista.

      Responder
    • Kin

      Eu te aconselho a se tornar vegana direto. Hoje é muito mais fácil encontrar alimentos veganos. Se passar pelo ovolactovegetarinismo, provavelmente irá substituir a carne por laticínios e depois terá que passar novamente pelo mesmo processo de adaptação da dieta para se tornar vegana.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)