O chocolate sem açúcar já é antigo e famoso. Ideal para pessoas que sofrem de diabetes ou que realmente não desejam consumir açúcar. E o chocolate orgânico, sem lactose, você conhece? Os casos de intolerância à lactose tem sido muito frequentes ultimamente. Essas pessoas não podem consumir nenhum tipo de laticínios nem produtos que contenham o mínimo traço de leite, caso contrário as reações alérgicas podem ser fortíssimas e até mortais. O chocolate sem lactose também é uma alegria para os vegans, que optando por não consumir nenhum produto de origem animal, podem ainda assim se valer das delícias do cacau, do chocolate isento de leite. O chocolate vegan pode ser fabricado com leite de soja ou com puro cacau. Algumas marcas já os fabricam livres de leite, de soja e de glúten, sendo perfeitos para vegetarianos, veganos, celíacos e intolerantes à lactose. Há ainda a modalidade dos chocolates sem lactose e orgânicos. Vejamos o que isso significa.

Benefícios do chocolate orgânico

Chocolate orgânico e sem lactose!

Os alimentos orgânicos são basicamente aqueles produzidos sem o uso de agrotóxicos, com técnicas benéficas ao meio-ambiente e auto-sustentáveis. Neste caso o cacau (e a soja, se estiver presente na receita) é cultivado de forma 100% natural, sem o uso de pesticidas e defensores agrícolas. O modo de cultivo também favorece a qualidade e o gosto do cacau, pois o processo de produção do cacau orgânico respeita o seu tempo de fermentação e secagem, o que não ocorre na produção industrial.
Por definição o chocolate orgânico não possui leite e pode ser feito com ou sem leite de soja, assim como pode ter ou não açúcar. O Chocosoy, uma das marcas mais conhecidas no mercado é fabricado com açúcar demerara 100% orgânico. Ele não possui gordura trans e nem colesterol. Além disso a maioria das empresas embalam o chocolate em papel reciclável e com tinta de impressão orgânica.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos, dietas ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)