Vegetarianismo e veganismo tem ganho cada vez mais popularidade, principalmente com as redes sociais reunindo e fortalecendo estes grupos. Apesar de terem muitas semelhanças, os dois grupos divergem em alguns pontos, formando identidades completamente diferentes para os indívíduos que fazem parte destes grupos.

Diferenças entre o vegetarianismo e o veganismo

Anquanto o vegetarianismo pode ser adotado por razões diversas, como a questão ética, saúde e religião, o veganismo tem como cerne e foco principal a questão ética, de luta pela libertação e não exploração animal. Isso implica em uma atitude mais radical por parte do vegano ou vegan (como é chamado o adepto do veganismo) em relação ao vegetariano.

O vegan não consomem nenhum produto de origem animal. Isso passa pela carne, pelo leite e seus derivados, ovos, mel, lã, etc. Eles também não consomem produtos que são testados em animais, como são a maioria dos remédios, xampus, sabonetes, maquiagens e cosméticos em geral. Por isso os vegans estão sempre atentos sobre as empresas que fazem testes em animais, para que possam boicotá-las e buscarem outras alternativas. O veganismo não é só uma opção alimentar, mas uma postura ética diante do sofrimento e da exploração em relação aos animais.

De acordo com aqueles que adotam a postura vegana, os animais não devem ser mortos e nem explorados para atender às nossas necessidades. A prática do veganismo vem carregada de sacrifícios e vontades negadas. Desde criança, somos acostumados a comer carne e alimentos que contém leite e ovos. Romper com estes hábitos arraigados à nossa alimentação é um ato quase heróico, principalmente em ocasiões sociais, nas quais somos assediados com frequencia por alimentos derivados de animais. Mas com o tempo, aprendendo receitas veganas essenciais e provando da variedade da alimentação vegan, tudo se torna mais fácil.

Veganismo e vegetarismo em suas diferenças

Veganos tem uma ideologia mais forte de proteção e respeito aos animais, quase dogmas, enquanto o vegetariano abre exceções, principalmente no consumo de produtos animais que não sejam alimentos. (Foto: divulgação)

Alimentação vegan ou vegetariana?

O vegetarianismo, por sua vez, não é uma prática alimentar motivada somente por questões éticas. Também envolve questões de saúde ou religiosas. O vegetariano não se alimenta de carne, mas continua consumindo produtos de origem animal, como ovos e laticínios. Quando a motivação é ética, sua prática é menos radical e menos coerente, isso porque vai contra a matança, mas não contra a exploração no sentido amplo, abrindo concessão à indústria de latinícios, ovos e outros. São frequentemente criticados pelos vegans, pois discursam contra a exploração animal mas com uma prática pela metade. Ainda assim é uma postura de resistência à matança e à criação de animais em cativeiro para abate, podendo ser inclusive um processo de transição para o veganismo. Muitos vegans foram antes vegetarianos!

Por que se tornar vegetariano ou vegano?

A preocupação com a saúde e questões religiosas também são razões pelas quais as pessoas se tornam vegetarianas. Muitas doenças são evitadas ou tem seus riscos minimizados com a alimentação sem carne. Sem dúvida é uma opção saudável e benéfica ao organismo. No tocante à religião, o principal argumento é o da compaixão pelos seres em geral, e a postura contra o derramamento de sangue de qualquer espécie, pois este potencializaria o sofrimento no mundo.

O que você acha do vegetarismo e veganismo? Com qual das duas ideologias você mais se identifica?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos, dietas ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um médico especialista.

51 comentários para “Vegano e vegetariano: quais as diferenças?”

  1. Gadelha

    Gostei muito da matéria. Muito clara. Estou no processo de me tornar vegetariana porque como carne ainda, com bem menos frequência. Como a matéria mesma diz é um hábito de criança comer carne, mas vou conseguir. Estou feliz, me sinto bem!

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Olá!

      Meus parabéns pela decisão e espero que consiga seguir seu objetivo com firmeza.
      Mudar os hábitos alimentares é muito mais difícil do que pode parecer.
      Só quem já tentou de verdade e por muito tempo sabe o quanto é difícil.
      Boa sorte!

      Responder
    • Welisson Santos dos Santos

      Eu também estou trilhando o mesmo caminho amigo, mais percebir nesse trajeto que é um pouco difícil encontra algumas coisa para vegetariano, ate mesmo encontra em menus de restaurantes pratos para vegetarianos

      Responder
      • Equipe Estilo Vegan

        Sim. É Um grande desafio, mas a própria sociedade está começando a mudar, e se preparar melhor para receber veganos e vegetarianos.

  2. Júlio

    A explicação sobre o que é Vegetariano está muito errada, o vegetariano não faz uso de alimentos que derivam de animais, isso inclui também o ovo e o leite, além de muitos outros derivados de outras espécies. Mas fazer o que se esse site é para promover o estilo Vegan, pena que com isso querem menosprezar o estilo de vida a qual se deu origem a ele.

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Júlio,

      O objetivo do site é informar e não fazer apologia a um ou outro tipo de estilo alimentar.
      Não entendi em que momento menosprezamos o estilo de vida vegetariano ou vegano.

      Responder
    • Miquéias

      Júlio existem quatro grupos.

      Ovolactovegetarianos
      Não consomem nenhum tipo de carne (nem frango, peixe ou frutos do mar), mas consomem laticínios e ovos.

      Lactovegetarianos
      Além de não consumir nenhum tipo de carne – como os ovolactovegetarianos -, os lactovegetarianos excluem também os ovos da dieta.

      Vegetarianos estritos
      Não consomem nenhum tipo de carne, laticínios ou ovos em sua alimentação.

      Veganos
      Como já foi explicado acima na matéria.

      Responder
  3. Prisca

    Eu não como carne vermelha e nem de porco, consumo pouco frango, uma vez por semana e olha lá, e costumo consumir mais peixe, por isso não me considero vegetariana, pois todo minha família é bastante carnívora, por isso meu processo tem sigo demorado, também não utilizo produtos que façam testes em animais, mas com certeza consumo bastante leite e derivados, não seria assim uma vegana, porém admiro muito quem tem essa postura. Rumo a completa prática vegetariana!

    Responder
  4. Andressa

    Parabéns pela matéria, eu adorei! Muito clara e precisa, me tirou uma dúvida que eu tinha há muito tempo! Obrigada!

    Responder
  5. Elba

    Muito obrigada, esclareceu mesmo a minha dúvida. Estão de parabéns!

    Responder
  6. Ana C. Santos

    Minha família está na transição ao vegetarianismo e em busca da vida vegana por uma conscientização dessa exploração, matança desenfreada e descabida dos animais. Para sobrevivermos não precisamos massacrar outras espécies. A orientação de vocês foi muito clara e objetiva e agradeço por isso. Tenho certeza de que em breve nossa postura será a eticamente correta. Abraços a todos que abraçaram esse estilo de vida.

    Responder
  7. Deni Kraemer.

    Não como carne, ovos, leite, derivados, mel e nada de origem animal. Mas, infelizmente faço uso de alguns produtos que são testados em animais. Com a constante divulgação dos produtos que são testados fica bem mais fácil buscarmos produtos livre de testes em animais. Parabéns pela matéria.

    Responder
  8. Carol

    Bem ótima matéria, queria ser vegana mesmo porém por muitos problemas de saúde sou só vegetariana mas n gosto de produtos que foram testados em animais é injusto isso e tenho respeito pelos animais, apesar de ter na minha dieta inclusa o leite e o ovo

    Responder
  9. Áttila Gomes

    Matéria esclarecedora. Parabéns.

    Responder
  10. Lya

    Muito bom o texto, bem esclarecedor, estou iniciando no vegetarianismo e confesso que não é fácil, mudar uma vida inteira de alimentação. Acredito que para aqueles que assim como eu estão iniciando o vegetarianismo é a melhor opção inicial para esta transição. E acho que os veganos não deveriam criticar, afinal melhor ser vegetariana e já contribuir com uma parte de proteção animal do que ser onívoro. Veganos e vegetarianos devem se unir cada vez mais! Esta é minha opinião!

    Responder
  11. Tavani Iara Antunes

    Virei vegetariana há aproximadamente 6 meses. Foi uma batalha dura e o que me ajudou foi justamente o amor a alguns bichos, como poderia continuar comendo os cadáveres de outros bichos? Hoje fui ao médico e ele me disse que não posso ser radical e que preciso voltar a comer carne(mesmo que pouca)… achei um absurdo pois não se ama aos poucos… ou se ama ou não ama. Não existem meias verdades e nem meias mentiras. Espero descobrir vários alimentos que possam substituir a carne e assim ter minha consciência limpa. Parabéns pelo texto… e quem sabe rumo ao veganismo.

    Responder
  12. Adriana Capeleti

    Muito bom divulgar sempre, só não concordo com o fato de dizer que o vegetariano faz uso de ovos e leites. O vegetariano não faz uso de ovos e leite em sua alimentação, isso quem faz é o ovo-lacto vegetariano ou o lacto-vegetariano. O vegetariano não utiliza produtos de origem animal na alimentação enquanto que o vegano não utiliza produtos de origem animal na alimentação e em todos os outros aspectos do consumo. Ainda existe essa falha em cardápios de restaurantes. Uma comida não precisa levar o nome de vegana por não possuir produtos de origem animal, enquanto que uma lasanha 4 queijos também não deveria também ser chamada de lasanha vegetariana e sim lasanha lacto-vegetariana. Vegetariano é quem se alimenta de vegetais apenas. O nome já diz tudo.
    Força na luta sempre!
    ≪3
    Abraços de urso!

    Responder
  13. Ticiane

    O estilo vegan me atraí e muito, mas casada com um carnívoro e além de tudo vive do abate fica difícil. Como faço alguém pode me ajudar?
    Não concordo com o abate mas pra ele é normal pois cresceu no sítio e nessa prática, pra ele é normal “foi Deus que nos deu pra comer” argumento dele… Como posso ser vegan se vou precisar cozinhar pra ele.

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Ticiane, é necessário ser compreensiva. As diferenças existem, mas você não pode impor seu estilo de vida a ele e nem ele impor o dele a você. Converse com ele sobre isso, e tente chegar em um meio termo. Por exemplo, você pode dialogar com ele para que qualquer carne seja ele que prepare.

      Responder
    • Guilherme Diehl de Azevedo

      Em minha opinião? Busque o diálogo. Mas me refiro a um diálogo verdadeiro e não uma disputa de quem grita mais alto. Neste sentido, vale quiçá presentea-lo com um bom manual de lógica argumentativa, além de dispor de um bom rol de falácias durante o debate para se acaso alguma surgir, possa ser apontada e o argumento falacioso anulado imediatamente. Do diálogo bem estruturado tende a surgir o consenso. Neste sentido, espero que ele não te convença. Hehehe Se, por outro lado, ele é do tipo que não quer saber de conversa… Bem… Nesse caso cabe se perguntar se estás disposta a seguir com alguém que não dialoga. Pois o resultado de não dialogar se chama impôr e você pode estar sendo vítima de opressão homem X mulher. Se este for o caso, a situação não é tão facil de se libertar, especialmente porque mulheres tendem a nutrir certa resistência em aceitar que são oprimidas pelo companheiro ou cônjuge. Na maioria das vezes sequer enxergam ou então refutam quando são alertadas por pessoas proximas e só percebem quando são agredidas fisicamente ou, não raro, tarde demais. Sou advogado em Florianópolis SC e ativista vegano, qualquer auxílio que precisar estou à disposição. Espero ter ajudado. Abraços.

      Responder
      • Equipe Estilo Vegan

        Exatamente. O diálogo é sempre o melhor caminho rumo à solução de um problema.

  14. Diego

    Estou a 20 dias na batalha para me torna vegetariano pois é muito dificil e ainda quero consumir apena vegetais organicos no cardapio, isso é mais dificio ainda, pois sou contra o uso de quimicos na alimentação, acho que vou ter que produzir meu proprio alimento organico, isso ajuda na preservação da mãe naturesa. Um abraço a todos.

    Responder
  15. Tiago Félix

    Eu estou no processo de adaptação para me tornar um vegetariano. Parei de comer carne há quase uma semana e estou lidando muito bem com isso e me sinto melhor em relação aos animais, etc.; Mas, como foi dito, eu estou lutando pela metade por uma causa. Se eu quero realmente proteger os animais eu não devo me beneficiar deles. Assim que eu conseguir ser um vegetariano assíduo vou começar a me adaptar para o veganismo. Obrigado por me esclarecer. ÓTima matéria.

    Responder
  16. Bruna Tassy

    Bom dia. Gostei bastante da matéria, pois me tirou uma dúvida da qual já tinha lido sobre, mas não me lembrava. Apesar de ter sido esclarecedora, acho sim, como lido em um comentário acima que você “puxou a sardinha” pro lado vegano, por ser um site voltado para o vegano. Falar que é menos radical, até vai, mas que o ideal vegetariano “é menos coerente” ficou feio pra vocês kkk AO MEU VER (repito: ao meu ver), que não sei nada disso, mas pelo que percebi enquanto estava lendo essa parte, deduzi que eles são contra precisamente ao abate dos animais, levando em consideração que para a extração do leite e dos ovos, o abate não é necessário. Você tem o alimento e ele não precisa morrer. É Coerente. Agora já se levar para o lado da exploração animal e da criação em cativeiro para tal prática, realmente, você pode considerar o seu ideal mais eficaz na luta pelos animais. De qualquer forma, foi muito bom tirar minha dúvida.

    Responder
  17. Hay

    Bom dia… Primeiramente parabéns pela matéria, realmente bem esclarecedora! Confesso que não sabia a diferença.
    Só que não concordo com algumas coisas… No meu ver não existe a exploração (falando do modo caseiro, não industrial) no consumo de ovos e leite. Um exemplo simples… Ovos caipiras da minha vó. Consumo com certa frequência, e não existe nenhum tipo de exploração, nós consumindo ou não a galinha vai continuar botando, faz parte da vida dela! A mesma coisa com a vaca, ela vai produzir leite da mesma forma, faz parte do ciclo da vida dela.
    Alguém me explica isso?

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Seu raciocínio não está errado, Hay. Dentro de todos os pensamentos que temos, e ideologias, não há só preto e branco. Há um universo de possibilidades entre o preto e o branco, um arco íris inteiro. Seu pensamento mostra um pouco desses tons.

      Responder
  18. Eliasvieira

    Me tornei vegetariano a quase10meses e estamos nos sentido muito bem. Perdemos alguns quilos. Só que tive uma recaída comi peixe já umas três vezes e voltei a consumir ovos. De vez e nquando. E muito difícil gostaria de não sentir vontade de consumir nada de origem animal. Meu filho Eduardo não consome nada de origem animal e as pessoas diz que ele está muito magro. Mas ele se alimenta muito bem só não consome nada de origem animal. Eu admiro muito ainda vou conseguir ficar sem consumir ovo e peixe.

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Muito bom, Elias! Só não se esqueça de ter um acompanhamento médico para não deixar faltar qualquer nutriente.

      Responder
  19. Guilherme Diehl de Azevedo

    Bom texto. Apenas discordo quanto a nomenclatura. Em termos de dieta, oq existe é a vegetariana e as “quase-vegetarianas”. Caso contrário, não faria sentido falarmos em ovolactovegetarianos, ovovegetarianos e/ou lactovegetarianos. Vegano é quem segue uma dieta vegetariana, mas não se limita a ela. Entende a não utilização de produtos de origem animal as demais atividades. Tal conceituação que acabo de referir está inclusive dicionarizada. Quem talvez tenha a subvertido foram os comércios a indústria alimentícia que, para não perder ” terreno” para esta tomada de consciência geral que ocorre na não utilização de produtos de origem animal e que cresce exponencialmente a cada dia, termina por rotular produtos ovolacto apenas como “vegetariano”, porque fica mais comercial e permite passar a falsa ideia de quem os consome já está em um nível aceitável na luta em prol dos animais. Assim, o público que erroneamente se permite dizer ” vegetariano” termina pode terminar por desenvolver uma zona de conforto e não progredir no amadurecimento atinente ao veganismo. Sou advogado e pesquisador e estou escrevendo artigo academico-juridico sobre este tema é os problemas advindos da falta de regulamentação e fiscalização acerca dos parâmetros expostos acima. Espero ter contribuído e estou aberto como sempre ao diálogo. Por sinal, se souberem de legislação atinente ao tema, favor me informar. Será de grande importância ao jurispesquisador que vos fala e, tenham certeza, a toda população vegana e aos animais. Abraços

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Guilherme, atualmente há muito pouco ou quase nenhuma legislação sobre o tema, pois não é considerado uma questão importante pelo Ministério da Agricultura. Mas é bem possível que existam várias empresas certificadoras independentes para produtos vegetarianos e veganos no Brasil.

      Responder
  20. Gilmar

    Gostei do artigo.

    De uns anos pra cá sempre comi saladas, legumes, sementes e pouca carne. Meu colesterol subiu muito.

    Agora faço picanha assada no espeto todo sábado, com aquela gordurinha. Também gosto de assar costela de porco. Tudo gordura natural.

    Também como salada e legumes durante a semana, acompanhado com um filé grelhado.

    Meu colesterol baixou.

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Gilmar, você tem que se consultar com um nutricionista e um médico. Só desse jeito você terá o colesterol realmente controlado. Pelo que você está falando, parece mais uma oscilação natural, e não um controle verdadeiro do colesterol.

      Responder
  21. Debora

    Muito Boa a explicação, estou no processo decidi algum tempo já que não quero mais comer carne, a 6 meses ou mais não como carne vermelha de porco já não comia agora faz uma semana que não como mais nenhum tipo. Estou pesquisando bastante, pois como ainda consumo leite e derivados não posso me considerar vegana mais quero parar tbm, já diminui o consumo (o que já ajuda um pouco) mais não uso marcas que testam em animais tbm estou sempre pesquisando isso tbm. Uma pena e que é ainda bem difícil achar certas coisas para fazer algumas receitas e confesso que ando um pouco perdida…Rs Mais nada supera o bem estar de saber que pelo menos por mim nenhum bichinho vai precisar morrer. É ÓTima a sensação, minha família consome e as vezes me olham meio estranhos…rs Mais isso não é dieta, é um estilo de vida, é amor, compaixão.. E eu estou amando!

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Débora, só tome cuidado. Consulte um nutricionista para fazer uma dieta balanceada de transição para o vegetarianismo e veganismo com saúde.

      Responder
  22. Fernando Assis

    Parabéns e saudações a todos. Essas opções de alimentação são passos na direção da espiritualidade, com ética universal, postura filosófica, moral, saúde e amor. Quando se abandona a ingestão de produtos animais é normal haver algumas reações, caso a mudança não seja feita lenta e gradualmente. Porém a volta repentina aos antigos hábitos – mesmo que seja só pra matar uma saudade – pode trazer reações muito piores e às vezes até mesmo perigosas. Grande abraço a todos.

    Responder
  23. Daniel Zarth

    Achei o texto coerente e elucidativo. Aproveitando este espaço, gostaria de um esclarecimento se possível. Tive um colega de trabalho que era vegano, e uma das coisas que ele insistia comigo, era sobre o cozimento de alimentos, que não deveriam passar de tal temperatura pois senão iriam “morrer”, e que o certo seria comer alimentos “vivos”. Ou seja, ele só comia alimentos crus praticamente. Pergunta: Este era um comportamento específico dele ou existe mais uma categoria vegana que adota essa pratica?

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Ele é um adepto do crudivorismo. Não há qualquer indício de que a dieta crudívora é melhor do que as outras dietas.

      Responder
  24. Estefania Menezes

    Vegetariano é um termo relativo a alimentação exclusivamente vegetal.
    Isto ocorre também no meio animal. O ser humano é considerado pela ciência um ser onívoro que é relativo a alimentação de vegetais, carnes e derivados.
    Existe um termo do “modismo vegetariano e vegano” que classificam como Ovolacto-vegetariano as pessoas que não consomem carne mas consomem ovo, leite e derivados. Este grupo não deve ser classificado como vegetariano ou vegano, pois consomem produtos de origem animal.
    Os Veganos são pessoas que tem uma consciência ética de não contribuir com empresas que produzem alimentos usando a exploração animal, tanto na produção da matéria, como ovos e mel, quanto em testes de produtos ou até mesmo em experimentos científicos.
    Este raciocínio é lógico mas existe sempre uma pequena parte que gosta de complicar.

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      São interessantes colocações Estefania, mas mesmo os grupos de veganismo e vegetarianismo já tem adotado diferentes conceituações e termos para quem adota uma dieta diferenciada ou de transição para que, de certa forma, elas se sintam mais bem vindos à comunidade.

      Responder
  25. Eucana Moreira

    Era onívoro como 97 por cento da população brasileira, após conceitos científico espiritual me tornei neo vegetariano e temoos após, vegetariano por propósitos saudáveis. Mas já um tempo em transicão para uma postura vegana depois de uma palestra maravilhosa que houve na FEESP com relação a indústria da matança animais, suas dores e seres coscientes, sencientes e de alma me expandiu o conhecimento e desde então me tornei vegano. Me sinto muito melhor e dicidente a alimentações de providência carnívora de qualquer natureza e seus deruvados. A anatomia fisica humana é vegana, confkrme estudos profundos científicos. Invertemos esses valores por causa da excitação da mídia, religião de doutrinas invertidas e capitalismo invertido e anti etico e subjugador.

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Não se esqueça de ter acompanhamento de um nutricionista para garantir que sua dieta e nutrientes são suficientes para sua saúde.

      Responder
  26. Ana

    Tenho uma dúvida, se a pessoa se diz vegetariana, não consome pedaços de nenhuma carne mas toma uma sopa em que a carne foi cozida, poderia ainda ser considerada vegetariana? Memso não parecendo na sopa ainda tem o caldo da carne.

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Pode Ana, se considerar uma vegetariana em transição.

      Responder
  27. Roberta

    Estou na fase de reduzir as carnes e frango… Como muito pouco…logo quero tirar tudo mas acho que de uma vez o choque é grande…ão em tentar já é ótimo.
    Mas queria saber que se um dia eu conseguir ser vegana mas cozinho carnes pro meu filho e marido mas não como…não serei vegana por isso?
    Esse é meu único problema.

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Roberta, você pode ser vegana mesmo cozinhando para eles. Muitos chefs de cozinha são veganos e tem de cozinhar pratos onívoros dos mais variados.

      Responder
  28. Edemilton Carneiro Guimarães

    Já nasci vegetariano, 100% não como nada de origem animal inclusive nenhum derivado do leite, tem a questão religiosa, como sou Espírita na minha convicção animais são irmãos abaixo de nós na caminhada evolutiva, portanto possuem alma, ainda com consciência fragmentária e limitada inteligência.

    Responder
  29. Daniel Ribeiro

    Sou vegetariano a um ano e pretendo me tornar vegan estou na caminhada para isso gostei muito da matéria acima, e aconselho a todos a ser vegetariano ou vegan, como li acima e já tive relatos de amigos a maioria primeiro opina por ser vegetariano primeiro, como eu, e eu aconselho a ser vegetariano primeiro e depois vegan por já acho um grande passo ser vegetariano, como diz o ditado e eu concordo um “um passo de cada vez” é muito bom em todas as partes saúde bem estar tanto físico como espiritual.nesta vida quase certeza que carne nunca mais rsrsr me sinto muito mais feliz e equilibrado, abraço a todos.

    Responder
  30. Mariana Araújo

    Adorei a matéria, não como carne a um bom tempo mas ainda consumo peixe e outros mariscos e já estou diminuindo por questão de consciência. Não sinto falta mais da carne além de ter outras opções pra substituir, o que deixa a comida saborosa é apenas um bom o tempero.

    Responder
  31. Monique da Silva Nascimento

    Olha eu já sou vegetariana desde quando nasci por causa da minha religião.me sinto bem e passo pra minha filha o que eu aprendi sendo vegetariana.

    Responder
  32. Mária Oliveira

    Eu não sou nem pretendo me tornar vegana ou vegetariana, embora admire esse estilo de vida. Estou em um processo de eliminar aos poucos a carne de boi e de porco. Apenas por uma questão de saúde. Me sinto mais leve quando consumo apenas peito de frango ou peixe. Também não pretendo eliminar o queijo branco, mas diminuí o consumo de ovos em menos da metade. Estou testando algumas receitas vegetarianas e veganas e adorando.

    Responder
  33. Juliana

    Adorei a matéria… Estou em transição para o veganismo…é muito feliz.

    Responder