A mudança para a dieta vegetariana ocorre para cada pessoa de um modo diferente. Muitas pensam a respeito durante bastante tempo antes de se tornarem vegetarianas, outras se convencem imediatamente e já partem para a prática, umas adotam dietas de transição para ir abandonando a carne aos poucos, outros dormem carnívoros e acordam vegetarianos! Para uns pode ser penoso abandonar antigos hábitos e resistir à “tentação da carne” e para outros pode ser totalmente tranquilo e indolor.

Hoje trataremos da transição gradual para o vegetarianismo, que é de certo modo menos traumática e mais respeitosa com os indivíduos muito apegados à dieta carnívora tradicional. Basicamente essa transição gradual consiste em ir diminuindo o consumo da carne até alcançar o seu completo abandono e adaptação à nova dieta. Através de planejamento, pesquisa e força de vontade a transição para o vegetarianismo pode ser bem sucedida. Vamos a algumas dicas!

Vegetarianismo gradual

Transição gradual da dieta carnívora para a dieta vegetariana

  • É preciso manter o foco e se manter firme diante das cobranças sociais, das piadinhas infames e das críticas familiares. Não se deixe abater pelo preconceito alheio.
  • Comece a pesquisar receitas e a se familiarizar com o hábito de cozinhar. Não dependa dos outros para se alimentar!
  • Faça um cronograma de alimentação. Sugerimos o seguinte, você terá 1 mês para realizar a transição, ou seja, 4 semanas:
  1. Na primeira semana coma 1 dia carne vermelha, 1 dia carne de frango e 1 dia carne de peixe. Nos outros 2 dias experimente comer soja e outros pratos vegetarianos. Muita salada, legumes e verduras. Nos fins de semana você pode comer pratos com carne, desde que ela não seja o prato principal. (Por exemplo, pode ser um macarrão à bolonhesa, mas não um churrasco!)
  2. Na segunda semana coma 1 dia carne vermelha e 1 dia carne de frango ou peixe. Nos outros 3 dias experimente mais receitas sem carne. Nos fins de semana opte pelas massas e pelas saladas. Visite restaurantes vegetarianos e analise seus pratos!
  3. Na terceira semana retire a carne vermelha. Coma 2 dias na semana carne de frango ou peixe. Nos outros 3 dias só coma pratos vegetarianos, assim como no fim de semana.
  4. Na quarta e última semana só coma em 1 dia a carne de frango ou peixe. Você já deve estar familiarizado com a dieta vegetariana, e deve nos outros 4 dias e finais de semana só se alimentar vegetarianamente.
  5. Passadas as 4 semanas, você já terá realizado a dieta de transição, estará pronto e menos condicionado à carne. Já terá pesquisado receitas, como se alimentar de modo a não sofrer carências nutricionais e já terá comunicado a todos a sua decisão.
  • Caso você não resista a alguma ocasião e coma carne, não dê por perdida sua tentativa de se tornar vegetariano. Com o tempo a vontade irá diminuir e para você se tornará algo natural recusar a carne na alimentação.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos, dietas ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um médico especialista.

4 comentários para “Dieta de transição gradual para o vegetarianismo”

  1. Aleks

    Comendo apenas arros e feijão, alguns legumes e algumas frutas ficarei com alguma de carência nutricional?

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Sim, várias! Dieta é só com nutrionista mesmo, Aleks, sem falta.

      Responder
  2. Aleks

    Sò tirei a carne do meu cardapio, preciso fazer um geande acrescimo de alimentos nas refeições?

    Responder
    • Equipe Estilo Vegan

      Sim, você precisa compensar os nutrientes que estão faltando.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)