Você já ouviu falar que é importante comer alimentos de todas as cores, certo? Esta pode ser uma boa maneira de pensar sobre sua dieta porque inúmeros alimentos funcionais podem ser reconhecidos e agrupados pela sua cor. Os alimentos funcionais são alimentos ou componentes dietéticos que podem proporcionar um benefício para a saúde além da nutrição básica. Exemplos podem incluir frutas e legumes, grãos integrais, alimentos fortificados ou melhorados, bebidas saudáveis e certos suplementos dietéticos. Cada cor de alimentos também carrega certas vitaminas e nutriente específicos, essenciais para uma dieta completa de nutrientes saudáveis.

Alimentos de cor laranja: laranja e vermelho

Os alimentos alaranjados, tais como cenouras, abóbora, laranja, batata doce, abóbora, e mamão, incluem um composto vegetal conhecidos como carotenóides. Carotenóides incluem o beta-caroteno, que é convertido em vitamina A no corpo. A vitamina A tem muitos papéis dentro do organismo: ela ajuda a apoiar a função dos glóbulos brancos (que é importante para um sistema imunológico saudável), promove o crescimento ósseo e ajuda a regular o crescimento e a divisão celular. A vitamina A e dois outros tipos de carotenóides, a luteína e a zeaxantina, também são importantes para a visão saudável.
Também um carotenóide, o licopeno é encontrado em alimentos vermelhos, como o tomate e derivados de tomate, melancia e toranja. O principal benefício do licopeno é a manutenção da saúde da próstata.

Alimentos na cor verde

Agrião, brócolis, couve, alface, pimentão verde, kiwi e espinafre são alguns exemplos de alimentos verdes. Os vegetais verdes escuros são grandes alimentos funcionais também. Incluído na longa lista de nutrientes encontrados nos vegetais verdes, em geral, estão o potássio, a fibra dietética, folato, e as vitaminas A, E e C.

Por que consumir vegetais de várias cores

Os alimentos de diferentes cores possuem nutrientes diferentes e essenciais para todas as dietas. (Foto: Food Network)

Cores dos alimentos e suas vitaminas: azul, roxo, marrom

Pode parecer errado agrupar essas cores, mas os seres humanos já fazem esse agrupamento há séculos. E não é a toa essa tradição: alimentos dessas cores contém flavonoides. Frutas vermelhas, cerejas, uvas, vinho tinto, chocolate escuro, cacau e alguns chás são boas fontes desse nutriente. Flavonoides são benéficos para a nossa saúde, porque eles podem contribuir para a manutenção da função cerebral adequada e um melhor fluxo sanguíneo.

Alimentos de cor canela

Pães de trigo integral, cereais e massas que são mais ricas em fibras tem geralmente essa cor. A fibra insolúvel encontrada no farelo de trigo, farelo de milho, peles de frutas e vegetais e grãos integrais pode contribuir para a manutenção de um trato digestivo saudável e reduzir o risco de alguns tipos de câncer. Outro tipo de fibra dietética é chamado de beta glucano. Este componente também pode ser encontrado em alimentos canela, tais como como farelo de aveia, farinha de aveia, linhaça, cevada e centeio. Os alimentos que contém beta glucano podem reduzir o risco de doenças coronarianas.

Alimentos de cor branca

Só porque um alimento é branco, não significa que não é nutritivo. Na verdade, os alimentos brancos com baixo teor de gordura (1%) ou sem gordura, tais como leite, iogurte e alguns queijos, são carregados com vitamina D, cálcio e fósforo. Estas vitaminas e minerais ajudam na saúde óssea e podem ajudar-nos a manter um peso corporal saudável. Iogurte também contém probióticos, que são bactérias que conferem um benefício para a saúde, como a promoção da saúde digestiva ou melhor função imunológica. As orientações dietéticas recomendam obter três porções de produtos lácteos todos os dias.

Alimentos de cor amarela

Quando você pensa em alimentos amarelos, gordura pode não ser a primeira coisa positiva a vir à mente. No entanto, embora seja importante consumir uma dieta com baixo nível de gorduras saturadas e trans, certos tipos de gorduras insaturadas, como o ácido graxos ômega 3 e ômega 6 são essenciais para a vida e têm de ser consumidos através da dieta. Estas gorduras são importantes para o crescimento adequado em crianças, para uma pele saudável, e para ajudar a regular o colesterol. A gordura também é necessária para o transporte e absorção das vitaminas lipossolúveis A, D, E e K, bem como os carotenoides.

Ácidos graxos ômega 3 e 6 ajudam a reduzir o risco de doenças cardíacas e promover a saúde do cérebro e visão. Peixes como o salmão, cavala, atum e truta para certas dietas piscitarianas são especialmente ricos em EPA e DHA. Você também pode encontrar DHA e EPA em certos alimentos fortificados e bebidas e suplementos dietéticos, e para dietas veganas a linhaça e as oleaginosas são as melhores fontes dos ácidos graxos ômega. E claro, não pode falta a banana, lima, limão siciliano, e outros alimentos amarelos para receber ainda mais desses nutrientes!

Você já come quais cores do arco íris de nutrientes? Quais cores você não come e por que?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos, dietas ou utilize substâncias, mesmo que naturais, sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)